Vira Pop 2019
Parque das Termas de Caldelas
Amares, Braga

Um festival exclusivo do Minho, inspirado na música, na arte, na tradição e no património natural.


Um regressar às origens com um pé na valorização de uma vila histórica e um passo no futuro.

ENTRADA LIVRE → PISCINA + CAMPISMO

Artistas
Pop Dell Arte
Rizan Said
Donny Benét live band
Baiuca live
Caroline Lethô
Iguanas
IVY
KADETTGSI
Miguel Torga
Obaa Sima
:PAPERCUTZ
QUADRA
Grupo Folclórico As lavradeiras da Casa do Povo de Amares

Já não há desculpa para dizeres que não conheces quem vai tocar ao Vira. Segue a playlist Vira Pop '19!

Programação Especial

A música portuguesa a gostar dela própria é um dos maiores espólios audiovisuais, de tradição oral e memória colectiva, existentes em Portugal. Fundado em 2011, visa criar uma consciencialização para o conhecimento e importância de um património vivo e muitas vezes esquecido de tradição oral, cantigas, romances, contos, práticas sacro-profanas, músicas, danças e também gastronomia. Esta consciencialização, que é essencialmente um mecanismo de alfabetização da memória, lembra-nos de que é urgente documentar, gravar e reutilizar fragmentos da memória de um povo. A música portuguesa a gostar dela própria traz Bia Maria, Telma e Daniel Catarino para dar voz a mais um arraial de coisas bonitas!

A La Melona é uma companhia discográfica e promotora galega - que tanto têm para nos mostrar - e que vão tomar conta da programação do palco da piscina. Na comitiva do país vizinho vem PV3000, Panoramics e Hidden Raposo.

Dicas

Como chegar

Não percas tempo a andar às voltas...


Porque não queremos que ninguém se perca, listamos os melhores itenáririos e meios de transporte para chegar à Vila de Caldelas

Localização


Parque das Termas de Caldelas, 4720-249 Caldelas, Portugal
Lat:41.66802, Long:-8.37481

Autocarro (Transdev)



Partida: Braga (Cais 19) - 16:00
Chegada: Caldelas - 16:30


Partida: Braga (Cais 19) - 17:15
Chegada: Caldelas - 17:45


Partida: Braga (Cais 19) - 19:00
Chegada: Caldelas - 19:15


Partida: Braga (Cais 19) - 12:00
Chegada: Caldelas - 12:30


Partida: Braga (Cais 19) - 18:15
Chegada: Caldelas - 18:45

Onde ficar

Confere todos os locais à disposição!


Para além do campismo gratuito e com condições melhoradas situado junto ao recinto do festival, existem inúmeras alternativas a preços muito convidativos em Caldelas.

Albergaria de Caldelas


Av. Afonso Manuel
(+351) 253 368 500
(+351) 914 251 630
geral@albergariacaldelas.com
www.albergariacaldelas.com



Alberto Soares - Estabelecimento de Hospedagem


Av. Afonso Manuel, 94
(+351) 253 361 443



Abílio Brandão Vieira - Alojamento Local


Travessa da Quintã, 35
(+351) 253 361 463
(+351) 965 472 992
(+351) 938 645 505



Carmen - Estabelecimento de Hospedagem


Av. Afonso Manuel, 174
(+351) 253 361 251



Casa da Fontainha


Rua do Telhado, 516
(+351) 965 790 365
casadafontainha@gmail.com



Casa de Passos Casa de Campo do Telhado

Travessa do Outeiro, 42
(+351) 969 059 988
(+351) 913 936 401



Casa da Rocha - Moradia


Rua Padre João Martins de Freitas, 118
(+351) 253 368 012
(+351) 964 094 366
gpeixoto1964@gmail.com



Casa do Zé Manel - Moradia


Travessa da Fonte
(+351) 938 865 886



Corredoura


Av. Afonso Manuel, 840
(+351) 253 361 510
(+351) 253 361 410
info@pensaoresidencialcorredoura.com
www.pensaoresidencialcorredoura.com

Estrela do Minho


Travessa Quintã, 36
(+351) 253 361 278
(+351) 934 268 479



Hotel Casa do Eirado / Pensão Universal


Av. Afonso Manuel
(+351) 253 361 236
(+351) 253 361 286
geral@churrasqueiradecaldelas.com
www.churrasqueiradecaldelas.com



Hotel Peninsular


Av. Afonso Manuel Pereira de Azevedo, 357
(+351) 253 368 593
(+351) 253 361 490
geral@hotelapeninsular.com
www.hotelapeninsular.com



Pensão Parque


Av. Afonso Manuel, 88
(+351) 253 361 201



Pensão Residencial Frontal Termas


Av. Afonso Manuel, 88
(+351) 253 361 152



Pensão Termal


Av. Afonso Manuel
(+351) 253 361 274



Quinta do Côvo


Rua do Côvo, 118
(+351) 253 361 379



Verde Minho


Rua da Bela Vista, 781
(+351) 253 361 367
(+351) 916 973 960

Onde comer

Consulta as opções que selecionamos para ti!


Temos uma praça de alimentação recheada de coisas boas, mas podes optar por descobrir o que a Vila tem para oferecer.

Restaurante Churrasqueira de Caldelas


Av. Afonso Manuel
(+351) 253 361 236
(+351) 253 361 245
geral@churrasqueiradecaldelas.com
www.churrasqueiradecaldelas.com



Bar Bar - Lounge Caffe


Av. Afonso Manuel
(+351) 253 361 103



Café Snack-Bar Avenida


Av. Afonso Manuel
(+351) 253 361 134

Restaurante Quinta do Côvo


Rua do Côvo n.º 118
(+351) 253 361 379
(+351) 968 955 040



Restaurante Correia - Estrela do Minho


Travessa Quintã 36
(+351) 253 361 278
(+351) 934 268 479

Parceiros

Pop Dell Arte

Os Pop Dell’Arte são uma aventura musical inaugurada por João Peste e Zé Pedro Moura (para além de Ondina Pires e Paulo Salgado) em 1985, vencedora do prémio de originalidade do 2º Concurso de Música Moderna do Rock Rendez-vous nesse mesmo ano.

Defendendo sempre a transgressão enquanto valor artístico fundamental e a necessidade de amar as contradições, ao longo de três décadas, os Pop Dell’Arte gravaram discos tão importantes como "Free Pop" (1987), “Sex Symbol” (1995) ou “Contra Mundum” (2010) e tocaram não só nas principais salas de Lisboa e O Porto, mas também em Coimbra, Braga, Aveiro, Faro, Vigo, Londres e Barcelona, entre muitas outras cidades. Em 2018, com uma formação que integra o baterista Ricardo Martins e o guitarrista Paulo Monteiro (no projecto desde 1994) para além de João Peste e Zé Pedro Moura, os Pop Dell’Arte regressam com um álbum novo, que inicia uma nova fase na vida de uma das bandas mais surpreendentes de sempre do panorama musical português.

Rizan Said

Conhecido por acompanhar e produzir o material de Omar Souleyman, Rizan Said apresenta o seu primeiro álbum a solo - “The King of Keyboard” - e vem ao Vira Pop mostrar toda a sua mestria nos teclados e na capacidade de incendiar plateias com sons da Dabke, a dança folclórica da Síria.

Donny Benét live band

Donny Benet regressa ao nosso país, desta vez acompanhado pela banda “The Donny Benét Show” em estreia europeia, e aterra em plena vila de Caldelas. Aclamado pelos críticos como “O Prince com um corte sério no orçamento", Benét é apelidado como o sobrinho favorito dos tios Giorgio Moroder, Alan Vega e Michael McDonald.

Baiuca live

Existem pontos comuns entre um aturuxo (grito tradicional galego), flautas, gaitas-de-foles e uma noite de clubbing? Alejandro Guillán diz-nos que sim. Um dos projetos mais originais e entusiasmantes da atualidade, Baiuca combina o mais vanguardista da música eletrónica com as tradições folclóricas e as raízes mais puras da Galiza num espetáculo audiovisual imperdível.

Caroline Lethô

Caroline Lethô é o nome do projecto de Carolina Mimoso, jovem produtora e DJ, residente em Lisboa. Já lançou faixas em editoras nacionais influentes - a AVNL, a Labareda e Extended Records. As suas produções aquecem o coração, a sua energia enquanto DJ é de quem vive para a música, uma digger na descoberta e uma selector na partilha desta, com uma enorme honestidade e demonstração de amor pelo que faz e pelo que se vai fazendo por cá, cedo entendeu que nem só de rótulos vive a música, principalmente a sua.

Podemos ouvi-la todos os meses na Rádio Quântica com o seu programa String Theory e agora mais recentemente com o seu novo projecto Infâmia, lado a lado com Nave Mãe, onde viaja pela cultura inglesa do uk garage e todos as sonoridades adjacentes.

Iguanas

Duo da Cafetra que com maior clarividência deixa exposta toda a boa onda da vivência urbana miscigenada e multicultural que se abate sobre a capital nos melhores dias, Iguanas alinham aquela sensibilidade pop bem descarnada de Lourenço Crespo presente em "Nove Canções" com a sapiência de produção e beatmaking de Leonardo Bindilatti aka Rabu Mazda. Mesmo que aqui as coisas não aconteçam na matemática da justaposição mas antes no compromisso orgânico e potenciador da sinergia, algutinando uma multiplicidade de linguagens que refractam a pop, o r&b, o rap, o footwork ou a house numa teia de hooks, palavras e batidas de visão singular tão esperta quanto honesta.

IVY

IVY surge em 2019 como o novo projeto e nome artístico de Rita Sampaio, que se estreia agora a solo. Desde 2013 que colabora noutros projetos musicais a nível nacional, contando com 3 álbuns editados.

O seu álbum de estreia será intitulado de Over and Out e apresenta-se como uma obra auto-biográfica e extremamente íntima da artista, editado em Março de 2019 pela Cosmic Burger.

I Miss Myself é o single de avanço do projeto IVY, que será lançado a 13 de fevereiro de 2019. A sua música é sombria, introspectiva, catártica e íntima. Fechada num mundo ao qual a própria já não consegue aceder, como representação de um ciclo que se fechou, uma metamorfose.

KADETTGSI

Não sabemos se chegarão de Opel mas certo é que a banda galega KADETTGSI promete-nos uma frenética viagem entre os caminhos da pop com cruzamentos de eletrónica. Uma espécie de Ode às sonoridades infinitas das máquinas que nos levam pelas provas da música de dança moderna e sentida.

No primeiro arranque por terras lusas, estacionam no Vira Pop e na bagageira trazem o novo “Scalextric Ep”. Entre 28 e 29 de junho, apertem bem o cinto e desfrutem da paisagem!

Miguel Torga

Miguel Torga nasceu no Alentejo, em Portugal. Até aos doze anos de idade subiu às árvores e perseguiu cobras e grilos. Aos treze, descobriu a música electrónica através da Electronic Body Music - um género cunhado pelos alemães Kraftwerk na década de 70.

Em 1994, motivado pela então emergente cena de música de dança nacional, Miguel Torga, começa por experimentar manipulação áudio com um tracker / sampler, o que, à medida que a curiosidade aumenta, o leva a explorar as várias técnicas de síntese áudio e patch design. Em 2010 edita o seu primeiro ep na luso-alemã Con+ainer Music. Seguem-se edições na Freima Labs, Aroma Music, 1980 e Elements Recs. Nesta última, editou o muito bem recebido pela crítica "Hexágono Amoroso", um álbum que teve uma presença assídua em rádios nacionais e internacionais. Aquando do encerramento da Elements Recs, este álbum viu novamente a luz do dia numa reedição pela Con+ainer Music.

Obaa Sima

Hugo Domingues e Luís Jerónimo deixaram os seus Nice Weather For Ducks em lume brando e passaram a usar os teclados ligados aos pedais de guitarra para nos conduzirem numa viagem sem regras nem paisagens certas.

Conta a história que tudo começou com um desafio do Festival A Porta para criarem uma banda sonora para um jantar temático. Os envolvidos e as primeiras aparições já deixavam antever que podia vir aí caso sério.

Agora aparece o primeiro tema produzido pela Casota Collective que começa a desvendar o duo mais electrónico e espacial da Omnichord Records.

:PAPERCUTZ

PAPERCUTZ é uma banda de pop electrónica da cidade do Porto, formada e liderada por Bruno Miguel. Após uma paragem para que o produtor se pudesse focar em outros trabalho musicais, o grupo encontra-se em concertos, tendo atuado pela primeira vez na Ásia no fim de 2016 no festival Wonderfruit,de novo nos Estados Unidos em Las Vegas no festival Further Future, SWSX e na conferência Eurosonic em representação de Portugal e alguns dos mais interessantes projectos nacionais.

O grupo está preparar o terceiro álbum de originais “King Ruiner”.

QUADRA

QUADRA é um projeto formado por Sérgio Alves (baixo), Gonçalo Carneiro (guitarra), Hugo Couto (bateria), Sílvio Ren (guitarra) e Lucas Palmeira (sintetizadores) editaram em 2018 o seu primeiro disco de estúdio, “Cacau”.Os QUADRA encontram-se local quente e exótico onde a convergência de estilos é o combustível perfeito de uma sonoridade intensa, vibrante, e capaz de transformar qualquer ouvinte num inesperado bailarino.“Cacau” foi incluído na lista dos melhores álbuns nacionais do Santos da Casa–Ruc, ThresholdMagazine , Headliner, Produto Interno Brutal e Chupa-me o Alternativo e em listas de melhores músicas dos ano.Em 2018, com o lançamento do primeiro álbum "Cacau, assinalaram a sua presença no Festival Vodafone Paredes de Coura, Indie Music Fest, Gerês Rock Fest entre outros.A banda prepara-se para lançarem 2019 o seu segundo álbum-gravado na Mobydick Records fruto de uma residência artística no gnration–que completa o seu ADN com a sua apresentação na música orientada e influenciada pela electrónica com uma vertente disco,um olhar futurista e com ritmos provenientes dos locais quentes e exóticos da nossa imaginação,priorizando a essência dançável das suas composições.

Grupo Folclórico As lavradeiras da Casa do Povo de Amares

E porque não juntar O Grupo Folclórico “As Lavradeiras da Casa do Povo de Amares” ao cartaz do Vira Pop ‘19? Colectivo com mais de 50 anos de vida, as danças e cantares foram fielmente recolhidos no espaço geográfico em que se inserem, sobressaindo a chula, a cana verde, o malhão e o vira.